RECLAMAÇÕES DE BARULHO EM CONDOMÍNIOS CRESCEM DURANTE A PANDEMIA. 4 DICAS PARA LIDAR MELHOR COM ISSO.

Seu condomínio é lugar para viver bem e o isolamento social fez com que as famílias passassem mais tempo dentro de casa. Com isso, o número de reclamações com relação ao barulho em condomínios aumentou, e muito, de março para cá.

 

A tendência é que muitas pessoas ainda permaneçam em casa até, pelo menos, final do ano. Diante desse cenário, o que fazer com relação ao barulho? Como evitar conflitos e preservar o bem-estar geral? Qual o papel do síndico e dos moradores?

 

 

Quem vive em condomínio sabe que a noite e até a manhã do dia seguinte, o sossego deve ser preservado. Porém, no isolamento da Covid-19, as pessoas passaram a trabalhar em casa, as crianças a brincarem dentro do apartamento o dia todo e alguns a fazer aulas online de música, dança ou ginástica. Além disso, faxinas, obras e o arrastar de móveis também são constantes.

 

Grande parte dos conflitos têm se resolvido a partir do diálogo entre síndico e moradores, alertas e comunicados pelo WhatsApp e App Sperinde Digital. Porém, o desgaste pode desencadear conflitos maiores. Por isso, selecionamos para você 4 dicas que podem evitar conflitos com os vizinhos. Confira! 

 

1. RESPEITO AS REGRAS DO CONDOMÍNIO 

 

Por mais que a lógica de convívio esteja afetada nesse momento, a legislação não alterou as regras de convivência e os horários de silêncio seguem os mesmos. Para lidar melhor com as queixas de barulho, o síndico tem autonomia para tratar algumas questões, se possível mediando situações em conjunto com o conselho, tratando pontualmente casos mais graves e aplicando as punições já estabelecidas.

 

2. POLÍTICA DA BOA VIZINHANÇA

 

Diante da nova realidade de estilo de vida e comportamento, é importante poder contar com o bom senso de todos. Agir com racionalidade e empatia é essencial para que prevaleça a política da boa vizinhança, principalmente com casa e condomínio cheios.

 

Silencio

 

É imprescindível ter um pouco mais de tolerância com os casos de barulhos do cotidiano familiar nesse momento de isolamento, como aspirador de pó, crianças brincando, algo caindo no chão. Mesmo que os ruídos estejam mais frequentes, lembre-se que é porque há mais pessoas em casa.

 

Evite ações que possam prejudicar o próximo. “Todo o cuidado é pouco” na vida coletiva para atender o sossego de todos.

 

Selecionamos algumas dicas do que você deve evitar ou ter cautela:

 

– Atenção no volume da TV ou de sua playlist favorita.

– Modere o tom de voz nas conversas na sacada.

– Nas chamadas de vídeo, utilize fones de ouvido.

– Não inicie obras e reformas que podem ser adiadas.

– Não ande de salto alto pela casa.

– Não bata portas.

– Não jogue bola dentro de casa.

– Deixe as crianças brincarem, mas para evitar barulho dos brinquedos, utilize tapete ou tatame de E.V.A.

– Observe o horário de silêncio e faça consertos em horários apropriados.

 

3. COMUNICAÇÃO E AVISOS 

 

 

Grupos de WhatsApp já são realidade em grande parte dos condomínios e o síndico pode usar este canal para enviar lembretes, para que todos tomem cuidado com o barulho que podem estar causando. Fora isso, com o App Sperinde Digital é possível fixar avisos, disparar mensagens e acompanhar reclamações, se houver.

 

 

4. COMO OS MORADORES DEVEM LIDAR COM A SITUAÇÃO 

 

Aprender a lidar com o isolamento social não é tarefa fácil. O barulho do vizinho interfere no seu descanso e a recíproca é verdadeira. Os moradores precisam ser mais tolerantes nesse momento tão estressante, por isso, lembre-se:

 

– Tente resolver a situação amigavelmente com o vizinho. Não faça alerta em grupo de WhatsApp citando nome ou apartamento do vizinho, pois essa atitude é passiva-agressiva e pode desencadear uma resposta violenta.

 

– Envie mensagem ao grupo informando que há barulho excessivo no prédio e está incomodando. Que não importa quem esteja fazendo, apenas peça que amenize.

 

– Em caso de obras, reformas ou até mesmo aula que produza ruídos, pode ser gentil da sua parte avisar os vizinhos previamente. Pelo interfone ou WhatsApp, comunique que sua atividade vai começar, quando tempo dura e se isso vai se repetir nos próximos dias, para que todos fiquem cientes e possam se organizar para evitar prejuízos.

 

A melhor forma de lidar com o barulho é tendo tolerância, bom senso e respeito. Casos excepcionais devem ser mediados pelo síndico, que poderá encontrar a melhor maneira de se garantir o convívio harmônico dos vizinhos no período de quarentena.

 

CONTE CONOSCO.

FAÇA DO SEU CONDOMÍNIO SEU LUGAR PARA VIVER BEM.

 

Conheça Sperinde Condomínios e solicite já uma proposta.

 

Confira quando uma multa pode ser aplicada em condomínio.

 

Saiba mais sobre inadimplência em condomínio na crise do Covid-19.