CAIXA REDUZ JUROS DA CASA PRÓPRIA 

Novos percentuais de financiamento para compra de imóveis da Caixa Econômica Federal começaram a valer em maio de 2019.

 

caixa

 

As taxas máximas passaram de 11% para 9,75% ao ano, e as taxas mínimas foram reduzidas de 8,75% para 8,5% ao ano. As mínimas já praticadas por concorrentes aproxima-se desse percentual.

 

Além da redução de taxas, a Caixa Econômica Federal resolveu igualar as taxas para operações que tem como funding os recursos da caderneta de poupança (SBPE), tanto para financiamentos pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH),  para imóveis até 1,5 milhão, como  para operações  do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) acima deste patamar.

 

Segundo Pedro Guimarães, presidente da Caixa, o objetivo é corrigir distorções. O banco esteve focado no público de baixa renda até então, e agora vai priorizar a classe média, igualando as condições de crédito.

 

Após o anúncio da nova rodada de redução, nenhum concorrente tinha previsão de rever suas taxas. As condições para tomar um financiamento pelo patamar mínimo variam entre os bancos. O movimento anunciado pela Caixa tem um impacto importante no mercado imobiliário, dado o peso que a instituição tem na concessão de financiamentos.

 

INFLAÇÃO

 

Nas próximas semanas, a Caixa deve anunciar a possibilidade de empréstimos usando o índice de inflação IPCA como indexador, no lugar do TR. Para Pedro Guimarães, presidente da Caixa, a mudança facilitará a proteção do banco para as operações, pois não há títulos públicos indexados a TR, apenas ao IPCA.

 

Escolha seu lugar para viver bem e aproveite a baixa na taxa de juros para financiar seu imóvel!